quinta-feira, 31 de março de 2011

Subida das Paineiras















Quando fui convidado pela primeira vez pela turma da Acoruja para um treino com muita emoção. Não tinha nem ideia o que eu ver. As dores por todo o corpo, o suor caindo nos olhos, a sede e a fome eram implacáveis, mas valeu muito apena. Meu premio na chegada foi um banho nas águas geladas da montanha. A concentração foi às 7:00 da manhá, na rua Alice nas Laranjeiras para a Subida das Paineiras. Foram 25 pessoas. Como foi minha primeiras vez, acabei tirando algumas fotos do lugar. Realmente o Carlos e a Letícia estavam com razão, foi um treino com muita emoção. O lugar é muito lindo.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Um exemplo de luta


Todos temos nossos sonhos, nossos problemas e momentos difíceis e quase todos temos objetivos. Poucos conseguem tornar seus sonhos realidade sem um caminho difícil, outros mudam o destino final quando encontram um obstáculo inesperado e outros, simplesmente, colocam seu coração, perseverança e dedicação em busca de um único objetivo – brilhar naquilo que fazem para ganhar a vida. Carlos Eduardo Rocha, o ‘Tá Danado’, um lutador brasileiro que vive na Alemanha e irá encarar Kris McCray em uma luta preliminar no UFC 126. Nascido em Cabedelo, mas criado nas ruas de João Pessoa na Paraíba, Carlos Eduardo, uma criança pobre e sem família, nunca se envolveu em coisas erradas. Ao invés disso, ele procurou sobreviver sem roubos ou drogas. Ele lavou pratos para ganhar algum dinheiro até ter a chance de se mudar para Fortaleza no Ceará. Essa é um assunto que o brasileiro, que mora em Hamburgo, Alemanha, não gosta de falar, evitando dar detalhes sobre o tempo em que ele tinha apenas as estrelas como teto. “Foi uma época que não gosto de lembrar nos dias de hoje. Prefiro olhar para frente e falar sobre como me sinto orgulhoso de ter sido acolhido pelo Darcio Lira”. Darcio, um instrutor tradicional de jiu-jitsu e líder da equipe que leva o seu nome, foi o cara que garantiu que o termo ‘vida nas ruas’ e o nome de Carlos Eduardo não fossem mais ditos na mesma frase. E o sonho de Eduzinho (como é chamado pelos amigos) começou a tomar forma assim que ele mostrou resistência e vontade nos seus primeiros treinos. Esses foram dois dos atributos que não apenas garantiram elogios do seu mestre, mas também o seu apelido – Tá Danado. “Eu era muito agitado no treino, então Dárcio me falou. ‘Ei, macho. Para de ser tão danado! Se acalme’. Eu estava lá sempre falando, brincando, então meus mestres Darcio e Darlynson me deram esse apelido”. Mas as dificuldades do brasileiro não terminaram quando ele começou a competir no Jiu-Jitsu. Seu time não tinha patrocinadores e logo ele percebeu que se quisesse fazer parte de um torneio, teria que fazer muitos esforços. “Jiu-jitsu não é um esporte barato em termos de entrar nas competições e viajar para os grandes torneios. E os torneios eram realizados em estados diferentes dos que vivi no Brasil. Eu só tive chance nas faixas azul e roxa para competir na Copa do Mundo de Jiu-jitsu”. E essas viagens que ele fez não foram em vão, pois Carlos Eduardo conquistou as medalhas de ouro. A segunda viagem lhe garantiu o primeiro lugar no pódio na sua categoria e no absoluto, fatos que levaram o lutador a sonhar com as lutas de MMA. Mas se o Jiu-Jitsu já era cercado de dificuldades, MMA seria ainda pior, pois treinaria treinar com uma equipe sem tradição nas Artes Marciais Mistas e sem dinheiro. Mas ‘Tá Danado’ continuou acreditando durante o caminho. “Eu já tinha meus ídolos: Rickson Gracie, Ricardo Arona, ‘Minotauro’ Nogueira, Mauricio ‘Shogun’ Rua e Rogerio ‘Minotouro’ Nogueira. Depois veio o exercito cearense no UFC. Eu falava com meus companheiros de equipe e dizia que um dia eu estaria no octógono. Eu treinei forte, bati em alguns caras e agora estou aqui”. Simples de descrever, mas não tão simples de realizar. Sem uma única de luta de MMA, ‘Ta Danado’ teve a oportunidade de fazer uma vida diferente na Alemanha. O cara que não tinha nada no Brasil, que limpava os tatames por pura gratidão aos seus mestres, recebeu um convite de um cidadão alemão que estava visitando o Dojo de Lira em 2007. A chance de começar sua carreira no MMA deixou o paraíbano de nascimento e cearense de coração com apenas um pensamento: é agora ou nunca. “Quando Kai Schreider me falou das condições, eu apenas peguei minha mochila e disse ‘vamos’. Ele tinha contato com um dos pioneiros da MMA na Alemanha, Andre Balschmieter, e eu finalmente comecei a dar aulas”. Carlos Eduardo nem pensou muito sobre as diferenças culturais, climáticas e a distância do seu povo, e ele sabia que enfrentaria pequenos obstáculos pelo caminho, mas o maior era mostrar ao povo alemão que artes marciais não era apenas um produto, mas sim algo com filosofia e respeito. Com sua primeira tarefa completada, a segunda – sua estreia no MMA – não aconteceu no seu primeiro ano na Alemanha. Mas Carlos Eduardo seguiu dando aulas até o dia em que foi para Dresden como o segundo de Balschmieter. Por conta de problemas medicos, o pioneiro do MMA alemão não pôde competir e ‘Ta Danado’ ficou com a sua vaga. “Eu não estava preparado tecnicamente, mas era o que eu queria fazer. Eles não queriam que eu competisse porque eu era um campeão mundial de Jiu-jitsu. Mas logo tudo ficou bem e eu finalizei um cara com um estrangulamento”. A primeira competição de MMA do brasileiro era para ser um torneio, mas com caras se lesionando durante a competição, ele apenas lutou uma vez. Bom, pois na final encararia um veterano com 17 lutas no seu currículo… entretanto, dois meses depois, a luta envolvendo os dois foi inevitável e o brasileiro mostrou a raça nordestina finalizando Steve ‘Machine’ Mensing com uma bem encaixada chave de perna. Com um recorde atual de 8-0, sendo sete vitórias por finalização, Carlos Eduardo é agora um grande ídolo na Alemanha. Dando aulas na X-Ess Fights Gym, academia que o amigo/irmão Willy Steinky conseguiu para ele, o brasileiro tem uma legião de fãs, e é atleta do UFC. Tudo isso podia força-lo a esquecer suas raízes, entretanto Carlos Eduardo ainda mantém relações com a equipe onde tudo começou. Na busca por lutadores experientes para treinar, ele chegou na Gracie Fusion no Rio de Janeiro, mas apenas depois de pedir permissão ao seu mestre Darcio Lira. E isso é algo raro de ver nos dias de hoje. “Roberto ‘Gordo’ Correa foi um cara que inspirou meu jogo no Jiu-jitsu e o seu time (Gracie Fusion) tem alguns dos melhores. O que eu vivi enquanto treinei no Rio foi a realização de um sonho. Eu via esses caras na TV e depois treinei com eles. Isso me motivou mais do que nunca. Para os fãs que procuram minhas lutas e só vêem finalizações, eu aviso – minha vida é um processo contínuo de aprendizado. Não foco meu treino em pés, pescoços ou braços. Eu estou entrando no octógono para mostrar o que um praticante de artes marciais tem de melhor – sabedoria”. Depois de seis semanas de treinamento, Carlos Eduardo se sente pronto para entrar no octógono na frente dos seus fãs na Alemanha. Lutando pela primeira vez na categoria até 77 quilos, ele revela o que o motiva ainda mais para a luta. “Meu empresário me disse que o contrato é de um luta apenas para me motivar, do tipo ‘vença a primeira e tenha outras’”. Eu não vejo McCray com as ferramentas para me surpreender. Bater esse ‘Tá Danado’ aqui não é fácil. Vamos impor 15 minutos de pressão sobre ele”.


Fonte: UFC

quinta-feira, 24 de março de 2011

Saúde e Bem Estar


• Atividade Física e Hiperglicemia
• Exercício na medida certa
• Agitando a garotada

Atividade Física deve ser interrompida nos estados de hiperglicemia e cetoacidose
por Claudio Cancelliéri
A atividade física proporciona inúmeros benefícios para o portador de Diabetes Mellitus, que vão desde a diminuição da taxa glicêmica até a redução da ansiedade e da depressão, passando pela melhora da ação da insulina, melhora da sensibilidade celular à insulina e diminuição dos fatores de risco de doenças coronarianas, entre outros.
Porém, em algumas situações, a atividade física deve ser revista ou mesmo impedida, sob o risco de agravar algum problema ou gerar danos indesejáveis. Dentre estas situações está a combinação de hiperglicemia e cetoacidose. Este quadro é mais comum em pessoas com diabetes do tipo 1 do que naqueles do tipo 2 e merece algumas considerações.

• A hiperglicemia indica que há pouca insulina circundante e, consequente, descontrole metabólico. Nesta falta de insulina o organismo não pode fazer uso da glicose, passando a usar gordura como fonte de energia. É por isso que quem possui diabetes e está descompensado pode ter perda de peso considerável rapidamente.
• Consequência deste "rearranjo" metabólico é a presença de corpos cetônicos no sangue – um subproduto da utilização da gordura - que pode ser danosa para o diabético. O aumento da taxa de corpos cetônicos no sangue leva à cetoacidose.
Assim, mediante atividade física, o organismo continua a utilizar a gordura como fonte de energia, mas há estímulo para que o fígado libere glicose. Ocorre, então, a elevação da glicemia e possível agravamento da cetoacidose, podendo levar ao coma.
Na prática, os passos para detectar essa condição são os seguintes:
1- antes de iniciar uma atividade física, deve-se medir a taxa de glicemia com a utilização de um glicosímetro;
2- se a glicemia medida for igual ou superior a 250mg/dl, procede-se a medição da cetona na urina, através de uma fita específica comum no mercado;
3- ocorrendo resultado positivo, a atividade física deve ser interrompida e o contato com o médico responsável torna-se imperativo;
4- mesmo que não haja cetona na urina, a atividade física não é recomendável para diabéticos que utilizam insulina e tenham glicemia superior a 400 mg/dl.
Resumindo, glicemia anterior à atividade física igual ou acima de 250 mg/dl e cetona, contra-indicam a prática de exercícios e este quadro deve ser revertido rapidamente. Além desta situação, outras merecem atenção e adequação da atividade física: doenças secundárias associadas como problemas nos olhos, rins, sistema nervoso e circulatório.Converse com seu médico antes de iniciar um programa de atividade física e procure um profissional da Educação Física que conheça as nuanças do diabetes. Caso contrário, ao invés de benefícios você poderá ter sérios problemas.

Claudio Cancelliéri é professor de Educação Física, psicólogo e orientador de atividades físicas da ANAD – Associação Nacional de Assistência ao Diabético.





Exercícios na Medida Certa

Sabemos que qualquer atividade físicaou modalidade esportiva é essencial para a manutenção da saúde das pessoas. Para quem tem diabetes faz parte do tratamento, pois melhora a ação da insulina, ajuda a manter ou reduzir o peso, torna mais eficientes as funções cardiocirculatória e respiratória, promovendo não só o bem estar físico mas também o mental e o social. Porém nem todas as pessoas podem ir a uma academia, clube ou contar com o acompanhamento de um personal trainner. Por isso o BD Bom Dia procurou a professora de Educação Física formada pela EEFE-USP, Moema Kuncevicius Bueno, para passar algumas informações importantes para a prática da mais simples atividade física: a caminhada.

A primeira recomendação da professora Moema é passar pela avaliação médica indispensável para examinar a glicemia, as condições cardíacas, circulatórias, respiratórias, pressão arterial assim como as condições dos pés. "Os exercícios devem ser realizados pelo menos três vezes por semana e não devem ultrapassar 40 minutos", observa. Moema alerta também que não se deve praticá-los em jejum nem nos períodos de ação máxima da insulina, para que não ocorra a hipoglicemia. "O teste de glicemia capilar deve ser realizado antes, depois e até durante qualquer atividade física para que se conheça o perfil glicêmico, prevenindo complicações", orienta. Quando a glicemia estiver baixa, é preciso comer algo antes da atividade. Um alerta: não se deve praticar exercícios quando a glicemia estiver alta (acima de 250 mg/dl) ou na presença de cetonúria (cetona na urina).

A caminhada deve ser praticada em passo normal. Quem caminha deve manter uma postura reta, com a cabeça erguida, a barriga e o bumbum contraídos. As pessoas que caminham devem evitar aplicar insulina nas coxas antes ou após os exercícios, isso pode potencializar a ação da insulina causando hipoglicemi

ALONGAMENTOS BÁSICOS
Antes e depois de caminhar ou fazer qualquer atividade física, é preciso realizar alguns movimentos simples de alongamento que melhoram o rendimento dos exercícios, beneficiam os resultados e previnem distensões e lesões musculares.
Veja como fazer os alongamentos e siga as ilustrações abaixo:

1. Apóie a ponta do pé na guia da calçada e mantenha o calcanhar no chão, projetando o quadril para frente. Neste caso, ocorre o alongamento da panturrilha, ou batata da perna. Faça este alongamento durante 30 segundos em cada perna.

2. Apóie-se numa parede e puxe um dos pés para trás (30 segundos em cada perna). Isso serve para alongar o músculo da coxa, o quadríceps.

3. Entrelace as mãos atrás do corpo, alongue os braços e projete o peito para frente.

4. Cruze um dos braços à frente do peito e puxe-o pelo cotovelo com o outro braço. Inverta a posição dos braços e faça novamente.

5. Por fim, estique a coluna: cruze as mãos acima da cabeça, estique o braço e as costas, erguendo-se na ponta dos pés. Cada um destes alongamentos deve ser feito de forma bem lenta. Se sentir algum desconforto ou dor, interrompa o exercício.

Moema Kuncevicius Bueno
Prof. Educação Física
formada pela USP (São Paulo - SP)





Agitando a garotada
Prof. William R. Komatsu - Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (EPM)

Quais os benefícios da atividade física para as crianças?
Prof. William Komatsu: Os benefícios são muitos, dentre eles a diminuição da glicemia com o aumento da capacitação de glicose pelo músculo. Ocorre também a potencialização da ação da insulina, com aumento da captação de glicose pós-exercícios, e no caso de crianças com diabetes tipo 2, colabora no controle de peso, redução de colesterol e triglicérides no sangue.
Qual deve ser a freqüência, a duração e a intensidade dos exercícios para as crianças com DM tipo 1?
Quanto à freqüência, a criança pode realizar a atividade física quantas vezes quiser desde que esteja com um bom controle glicêmico. Além disso, os exercícios devem ser bem orientados pelo profissional de Educação Física. É imprescindível que a criança tenha o acompanhamento da equipe multiprofissional (médico, professor de Educação Física, enfermeiro e nutricionista). Quanto à duração, uma hora diária já é suficiente, pois a criança está sempre ativa. Se a atividade ultrapassar esse tempo, é necessária a ingestão de carboidratos durante a atividade para se evitar uma hipoglicemia. Lembramos que durante a atividade deve ser medida a glicemia. Em relação à intensidade, deve-se respeitar a capacidade individual de cada criança.

Quais os exercícios mais recomendados para a garotada, nas diferentes faixas de idade? Que tipo de exercício não é recomendado?
Os exercícios recomendados são aqueles que a criança tem maior afinidade. Não adianta impor atividades em que a criança não se sente bem ou que não goste. O importante é incentivar atividades lúdicas e recreativas. Não se deve pensar em exercícios somente para obter um bom controle glicêmico. É preciso incentivar a criança a se tornar bastante ativa, deixando-a brincar com os amigos na escola, no clube, nos parques. Em qualquer fase da infância, se não houver nenhuma complicação, qualquer exercício é recomendado desde que realizado com bom senso, é lógico.

Na escola, como a criança deve participar das aulas de Educação Física?
Antes de iniciar a aula de Educação Física, é interessante a criança medir sua glicemia. Porém, se isso não for possível, peça para ela ingerir algum alimento com carboidrato simples para evitar uma possível hipoglicemia durante ou no final da aula. Os pais devem informar os professores da escola que seu filho possui diabetes e quando apresentar sinais de hipoglicemia, oriente-os a dar açúcar de absorção rápida e carboidratos como bolachas que de preferência a criança já leve consigo. No caso de hiperglicemia, orientar para que beba bastante água e se possível aplique insulina e comunique os pais. O ideal é promover palestras educativas sobre diabetes para os profissionais de ensino.

Quando a criança com diabetes tipo 1 não deve praticar exercícios físicos?
A criança não deve praticar exercícios se a glicemia estiver acima de 250 mg/dl com presença de cetona (cetonúria, medido na urina ou cetonemia, medido no sangue). Também não é recomendado se estiver acima de 300mg/dl. Neste caso, entre em contato com o médico e depois de normalizada a glicemia retorne aos exercícios. Se a glicemia apresentar valores acima de 250 mg/dl com presença de cetona, não se deve realizar o exercício, pois a cetona é um produto derivado da “queima” de gordura. Isto quer dizer que há falta de insulina no sangue e como a glicose não consegue chegar na célula, o organismo acaba utilizando outros substratos, no caso a gordura, para produzir energia. Portanto, se não há utilização da glicose, esta não irá diminuir e poderá até aumentar os valores. Porém, se não houver cetona, a atividade física pode ser realizada, pois há insulina e os níveis de glicemia irão diminuir.

quarta-feira, 23 de março de 2011

CRAVO DA ÍNDIA


chá de cravo da índia é bastante interessante para dores de cabeça.


Uma colher de sopa de Cravos da Índia
Um litro de água

Apenas ferva a água junto com os Cravos da Índia. Deixe amornar e coe o chá.

Beba três xícaras do chá por dia

Cuidados

Gestantes devem evitar o Cravo da Índia pois pode levar ao aborto.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Como eliminar o ácido lático causado por exercícios físicos?




Como eliminar o ácido lático causado por exercícios físicos? 
por Patrícia A. de Carvalho, São Paulo, SP 

O melhor remédio para combater o excesso de ácido lático que provoca dores musculares é mais exercício, só que em doses menores, segundo o médico especialista em esportes Luiz Eduardo Martins Castro, da Escola Paulista de Medicina. Quando uma pessoa realiza esforço físico, seu organismo "queima" glicose, que está armazenada no corpo, principalmente com o oxigênio proveniente da respiração. Essa reação produz energia. Se o exercício estiver além do que o atleta está condicionado a fazer, a queima da glicose através do oxigênio não será suficiente e o organismo queimará a glicose sozinha. Essa reação solitária produz o ácido lático, que é um dos causadores das dores musculares. O melhor procedimento para evitar sua formação é, depois de fazer um exercício, realizar por alguns minutos outro exercício (correr, pedalar, nadar) em menor intensidade. Esse procedimento ajuda a desintoxicar a musculatura porque uma parte do ácido lático, que também pode servir como fonte de energia, passa a ser queimada. Outro procedimento é massagear o local dolorido, aumentando a irrigação sanguínea da região e facilitando a eliminação do ácido. "Mas não se sabe realmente se o ácido lático é o único responsável pelas dores que surgem após os exercícios. Elas podem também ser causadas por microlesões no músculo", lembra Castro.
A importância do alongamento:
O alongamento feito antes da atividade física para esticar a musculatura, deixando o corpo aquecida para o exercício. Mas é preciso fazer tb depois da atividade. Os alongamentos não deixam os músculos ficarem encurtados, prejudicando a flexibilidade do corpo e principalmente evitando lesões. Além 
disso, o alongamento elimina o ácido láctico,
 o que evita dores musculares.
 http://super.abril.com.br/esporte/como-eliminar-acido-latico-causado-exercicios-fisicos-488409.shtml

quinta-feira, 17 de março de 2011

ENCARE AS SUBIDAS - ELIMINE O ÁCIDO LÁTICO



















PRA CIMA É AVANTE

Por que dói tanto correr numa subida?
Em parte, porque exige mais esforço. "Você recruta mais fibras musculares, o que faz com que mais músculos atinjam fadiga mais rápido", afirma Carwyn Sharp, doutor em ciências do exercício e professor do College of Charleston, na Car
olina do Sul (EUA). Além disso, quando você sobe um aclive, a distância entre seu pé e o solo encurta antes que ele atinja o chão. Isso se traduz num impulso energético por parte d
os tendões bem menor do que o obtido quando você corre em superfície plana, diz Paul DeVita, doutor em mecânica da East Carolina University (EUA)
.















subidas devem ser parte de todos os treinos de corrida. Elas trabalham principalmente resistência e potência muscular e, dependendo do percurso e da intensidade, desenvolvem potência aeróbia e anaeróbia. Além disso, pode-se dizer que é o exercício mais completo e necessário para os corredores de longas distâncias no primeiro terço do programa de treinamento, que deve ser dividido em três ciclos. No entanto, não faça apenas treinos específicos em subidas, inclua nos trajetos de suas corridas algumas ladeiras. Claro que a atividade é mais puxada que correr em terrenos planos e é mais difícil manter sempre o mesmo ritmo ao ultrapassar os desníveis, mas os benefícios conquistados são bem maiores. Se você praticar corridas em percursos sinuosos e ainda realizar treinos específicos em subidas 1 ou 2 dias por semana, no início sentirá seus músculos muito mais cansados que o de costume, porém, tenha paciência, pois, após um tempo, perceberá ótimos resultados.

São muitos os motivos para treinar em subidas

A prática de subidas não melhora apenas a potência, velocidade e resistência das pernas. Também

aumenta a eficiência das passadas, reforça

as articulações – o que evi

ta lesões e torna os movimentos mais fáceis e

livres – e acostu

ma o organism

o a eliminar ácido lático que se forma nos músculos durante exercícios intensos. O desenvolvimento do condicionamento com a corrida em ladeiras é lento no início, mas cresce exponencialmente à medida que os músculos se fortalecem. Portanto, é recomendado construir uma boa base de treino e realizar exer

cícios de força paralelamente para, logo atingir uma alta velocidade no esporte. Dê atenção especial aos quadríceps, pois com estes músculos fortes o rendimento passa a ser bem maior e diminui o risco de problemas nos joelhos. As subidas formam a etapa do treinamento que mais rápi

Quando começar a correr em subidasdo se assimila e traz em menos tempo

grandes benefícios.

Aqueles que estão com

eçando a correr, devem acumular uma certa base de treinamento antes de partir para os exercícios em subidas. Complete, no mínimo, um mês de corridas em terren

os com diferentes desníveis, trabalho diário de abdominais, musculação e exercícios para torno

zelos 3 ve

z por semana. No segundo mês, inicie treinos específicos em subidas 1 vez por semana. E no

mês seguinte, aumente para 2 dias por semana de corridas em ladeiras. Os corredores experientes devem programar a prática de subidas para o princípio de cada ciclo de treinamento. No caso dos maratonistas, é aconselhável começar a se exercitar em ladeiras um mês depois de ter participado de uma prova. No caso dos maratonistas, é aconselhável começar a se exercitar em ladeiras um mês depois de ter participado de uma prova. Dessa forma, d

ará tempo para os músculos se recuperarem do esforço. Faça

a atividade durante 3 ou 4 semanas por tempor

ada – período em que estiver se preparando para uma competição.

Treinos específic

os

Existem vários tipos de treino em subidas. O melhor a fazer é determinar o seu plano de corrida de acordo com os seus objet

ivos, condicionamento físico e loca

l que costuma praticar o esporte.

É importante

saber que ao longo das subidas é necessário manter a amplitude das passad

as, o que exige um maior esforço de músculos, articulaç

ões e tendões. Nas primeiras vezes, você se cansará logo e a tendência é procurar dar passos menores. Não ceda a isso! Apesar de um pouco mais confortável, as passadas curtas não trabalham os músculos da forma que se deseja e fortalecem menos os quadríceps.

Não esqueça

- Antes de começar, faça um aquecimento, principalmente dos tornozelos, para evitar torções. Trote de 20 a 30min, p

ratique alguns exercícios específicos para os tornozelos e suba duas vezes a ladeira a um ritmo suave.

- No final, é importante realizar um trote de 10 min e fazer dois ou três tiros a um ritmo progressivo para transformar a força adquirida pelas pernas em ve

locidade.

Trabalho Excêntrico e Concêntrico

Quase todos os corredores

trabalham os quadríceps de forma concêntrica, ou seja, fortalecem os músculos contraindo-os. Mas também é importante estimula-los de modo excêntrico, quer dizer, ao alongá-los, para evitar descompensações de força no grupo muscular. Quando você sobe uma ladeira, o e

xercício é concêntrico, porém, as descidas feitas a uma intensidade forte ativam o músculo de maneira excêntrica. Então, o melhor a fazer é intercalar subidas e descidas a ritmos intensos para realizar um traba

lho completo.

O lado positivo é que a corrida em aclives pode trazer muitos benefícios aos cordores. "Faça todas as semanas e o seu corpo começará a se adaptar aos esforços", diz Sharp.









Consertando o treino

AClIVES EM GRUPO -7 Realize este exercício com um grupo de diferentes níveis de habilidade, recomenda Larry Indiviglia, treinador de San Diego (EUA).

Façam o aquecimento e depois reúnam-se na base da subida. Os mais lentos começam na frente. Após meio minuto sai o segundo grupo. E meio minuto depois é a vez do terceiro, dos mais velozes. O

resultado? Todo mundo se esforça para não ser ultrapassado e treina com mais intensidade. Trotem de volta para baixo. Façam quatro repetições.

ACLlVE NA ESTEIRA -7 Aqueça-se na esteira com inclinação zero. Depois, eleve a inclinação em dois níveis uma vez a cada 2 minutos até alcançar o nível 12. Corra de 1 a 2 minutos mais lento do que seu ritmo normal de treino. Desça da mesma maneira.

"Você aprende a lidar com a intensidade dos aclives de um jeito que simula a natureza do terreno ao ar livre", diz Liz Neporent, coautora do livro Fitness for Dummies ["Boa forma

para iniciantes", em tradução livre

].

SOBE E DESCE -7 Comece na base de uma subida de 200 a 400 metros, dependendo do seu condicionamento·

físico. Suba correndo por 45 segundos (a intensidade deve ser de 7, numa escala de esforço de 1 a 10). Trote de volta para baixo por 30 segundos. Faça três repetições. Conforme você se fortalece, aumente o número de tiros para oito, no máximo, e a duração de cada

tiro para até 75 segundos (mantenha o tempo de recuperação),Mudando de altitude PARE DE SE REPETIR! -7 "A corrida em aclive não significa correr sempre a mesma subida", diz o tenente Liam Collins, treinador da Academia Militar norte-americana de West Point.

"O truque é tornar o treino agradável." Bole um novo percurso com diferentes subidas (se você vive sem um parque por perto, procure subidas artificiais, como passarelas ou rampas de estacioname

nto). De acordo com Collins, você obterá os mesmos benefícios.











[ março I 2011] RUNNER'S WORLD 25


Tipos de Subida


· Subidas Longas: Encontre uma inclinação média em um terreno macio, que amorteça um pouco os impactos, como terra ou grama. O trajeto deve ter entre 300 m e 500 m. Suba a um ritmo intenso e recupere-se durante a descida com um trote suave, que deve durar 2 min. Em seguida, realize um tiro de 30s a 1 min e trote por mais 1 min em uma área plana para se recompor antes da próxima subida. Complete a seqüência entre 2 e 6 vezes.

Exemplos:

- Pequena inclinação (até 7%): 2 x 500 m. Recupere-se por 2 min após cada descida. Ao final, corra a um ritmo forte por 1min em terreno plano;

- Pequena inclinação (até 8%): 6 x 300 m. Recupere-se com 2 min de trote depois de cada descida. Termine com um tiro de 1 min em terreno plano.

· Subidas Médias: Também devem ser praticadas sobre terra ou grama em um local de grande inclinação. Faça entre 8 e 12 subidas de 100 a 300 m a um ritmo intenso e desça trotando para se recuperar. Ao terminar a última série, corra de 100 a 200 m em terreno plano.

Exemplos:

- inclinação média (de 8% a 10%): 8 x 300 m ou 8 x 90 segundos. Recupere-se na descida com um trote suave. Ao final, corra 300 m (ou 1 min) a um ritmo forte;

- inclinação média-alta (de 10% a 12%): 2 x (6 x 150m) ou 2 x (6 x 45s). Recupere-se com um trote na descida. Para acabar, faça 200 m (ou 45s) a um ritmo forte em terreno plano.

· Subidas Curtas: Da mesma forma que os exercícios anteriores, procure correr sobre terra ou grama. Desta vez, encontre um percurso de inclinação máxima com até 60 m (o ideal é 40 m).

Exemplo:

- Complete duas séries de 7 repetições, recupere-se 2 min a cada 200 m de corrida e, ao final, corra 200 m em terreno plano. Das sete subidas, pratique skipping – corra elevando bem os joelhos – nas pares (2ª, 4ª e 6ª). E corra a um ritmo intenso e sem interrupções nas impares (1ª,3ª,5ª e 7ª).

Potências Aeróbia e Anaeróbia

As subidas curtas exigem uma energia quase explosiva, obtida por meio da queima de carboidratos e um trajeto metabólico rápido que não precise de oxigênio, desenvolvendo a potência anaeróbica. Por esses motivos, não podem durar mais de 1 min, já que ocorre um acúmulo de ácido lático nos músculos. Enquanto isso, os treinos em subidas longas ou médias feitos a um ritmo médio ou forte – não máximo – trabalham a potência aeróbia. desenvolvendo a pot

Intensidade

Tipo de Subida

O que trabalha

Inclinação

Média

De 300 a 500 m

Capacidade e potência aeróbia

Até 8%

Forte

De 150 a 300 m

Potência aeróbia e capacidade anaeróbia

De 9% a 12%

Muito Forte

De 40 a 60 m

Potência Anaeróbia

Acima de 15%

Fonte:

Consultoria Técnica : Henrique Camargo Martins / Especialista em Corrida

Sport Life nº 39 - Pág. 35

quarta-feira, 16 de março de 2011

ALGUMAS INFORMÇÕES QUE TODOS DEVERIAM SABER...

Sei que não tem muito com a cara do nosso Blog...Mas faz bem saber.


Serviço 102 (Informações)


Quando você precisar do serviço 102, que custa R$ 2,05.
Lembre-se que agora existe o
concorrente que cobra apenas R$ 0,29 por
informação fone 0300-789-5900.
Para informações da lista telefônica, use o nº 102030 que é gratuito,
enquanto que o 102 e 144 são pagos e caros.


*Correios*


Se você tem por hábito
utilizar os Correios, para enviar correspondência,
observe que se enviar algo de pessoa física para pessoa física, num
envelope leve, ou seja, que contenha duas folhas mais ou menos,
para qualquer lugar/Estado, e bem abaixo do local on
de coloca o CEP escrever
a frase 'Carta Social', você pagará somente R$0,01 por ela.
Isso está nas Normas afixadas nas agências dos correios,
mas é claro que não está escrito em letras graúdas e nem facilmente visível.
O preço que se paga pela mesma carta, caso não se escreva 'Carta Social',
conforme explicado acima custará em torno de R $0,27 (o grama).
Agora imaginem no Brasil inteiro, quantas pessoas desconhecem
este fato
e pagam valores indevidos por uma carta pessoal diariamente?



*Telefone Fixo para Celular*


A MELHOR DE TODAS!!!
Se você ligar de um telefone fixo da sua casa para um telefone celular,
será cobrada sempre uma taxa a mais do que uma ligação normal, ou seja, de celular para celular. Mas se acrescentar um número a mais, durante a discagem, lhe será cobrada
apenas a tarifa local normal..

Resumindo:

Ao ligar para um celular sempre repita o ultimo dígito do número.
Exemplos:
9XXX - 2522 + 2 / 9X7X - 1345 + 5

Atenção:

o número a ser acrescido deverá ser sempre o último número
o telefone celular chamado !


Serviços bancários pela Internet


Para quem acessa o Home Banking de casa...

Vale a pena ler e se prevenir.
Quando for fazer uso dos serviços bancários pela internet,
siga as 3 dicas abaixo para verificar a autenticidade do site:

1 - Minimize a página.

Se o teclado virtual for minimizado também, está correto.
Se ele permanecer na tela sem minimizar, é pirata!
Não tecle nada.

2 - Sempre que entrar no site do banco, digite SUA SENHA ERRADA na primeira vez .

Se aparecer uma mensagem de erro significa que o site é realmente do banco,
porque o sistema tem como checar a senha digitada.
Mas se digitar a senha errada e não acusar erro é mau sinal.
Sites piratas não têm como conferir a informação, o objetivo é apenas capturar a senha.

3 - Sempre que entrar no site do banco, verifique se no rodapé da página aparece
o ícone de um cadeado; além disso clique 2 vezes sobre esse ícone;
uma pequena janela com informações sobre a autenticidade do site deve aparecer.
Em alguns sites piratas o cadeado pode até aparecer, mas será apenas uma imagem
e ao clicar 2 vezes sobre ele, nada irá acontecer.
Os 3 pequenos procedimentos acima são simples, mas garantirão que você jamais
seja vítima de fraude virtual.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Perguntas sobre a Linhaça - Conceição Trucom

Qual a diferença entre a linhaça marrom e a dourada?

Como todo vegetal, existem muitas variedades de uma mesma família. Entre a linhaça marrom e a dourada podem existir muitos tons, mas a diferença entre elas é muito pequena quando falamos de teor de ômega-3, que é o quesito onde elas foram mais analisadas e comparadas. As condições de cultivo e a variedade podem alterar a quantidade de pigmento da casca, porém internamente a semente costuma apresentar composições muito próximas. Quanto à enaltecida linhaça dourada (importada do Canadá e pequena produção brasileira) trata-se de mais uma armadilha do capitalismo selvagem: a linhaça marrom (brasileira) é mais rica em ômega-3 e muito mais barata.

Quais as principais características da Linhaça e sua indicação?

Além de sua riqueza em ômega-3 (um agente antiinflamatório e regenerador celular) e ácidos graxos monoinsaturados (caloria de queima rápida), ela também é rica em fibras, como as ligninas (precursoras de fito hormônios) e as mucilagens de ação laxante, que nutrem a flora intestinal, tratam mucosas e auxiliam na desintoxicação.

Seu sabor adstringente irá estimular inteligência emocional e afetiva.

Sua riqueza em proteínas e gorduras nutricionais irá favorecer a prevenção e manutenção da boa formação cerebral, atuando de forma rápida em problemas de memória, lucidez e poder pensante.

Existe limite de consumo diário?

Para adultos o consumo máximo é de 2 colheres de sopa/dia.
Para crianças até 12 anos é de 1 colher de sobremesa/dia.
Sementes são alimentos de energia concentrada, jamais devem ser consumidos em quantidade, pois não há absoluta necessidade.

E mais: por que este limite?

Todo vegetal, principalmente as sementes, contêm substâncias de defesa para preservarem a integridade da semente até sua germinação. Tais substâncias são chamadas de antinutricionais e são nocivas quando existir exagêro no consumo. Trata-se do mágico da natureza, onde bom-senso é bem-vindo.

Um recurso de minimizar a presença destas substâncias é o processo de germinação.
Por este motivo não se deve consumir qualquer semente em excesso, principalmente se não for previamente germinada, seja castanha do Pará, gergelim, amendoim ou linhaça.

Qual a maneira mais saudável de consumir a linhaça?

Jamais compre ou consuma a linhaça pré-moída, também chamada de farinha de linhaça, pois certamente estará em algum grau oxidada. E, quanto mais oxidada maior a chance de forte flatulência, enxaqueca e diarréia. Esta farinha também pode ser uma fraude, sendo proveniente do subproduto da extração do óleo, ou seja, uma farinha desengordurada = sem ômega-3.

O certo é consumir a semente de linhaça crua, integral, previamente hidratada e triturada somente na hora do seu consumo.

A hidratação: meça 2 colheres (sopa) de semente e coloque em uma peneira para lavar possíveis impurezas. Passe para um recipiente de vidro e acrescente 10 colheres (sopa) de água filtrada ou de coco verde. A relação é sempre 1 parte de semenete para 5 partes de água. Deixe de molho por um mínimo de 4 horas (ideal 8 horas) antes de seu preparo em sucos, leites ou barrinha de granola. A este processo dá-se o nome de pré-germinação da semente ou 'acordar' a semente.

As mucilagens: após a hidratação da linhaça se obterá uma consistência de gel (tipo clara de ovo) que são as fibras hidrosolúveis desta semente tão especial. Diluído neste gel haverá traços de ácido fítico, que se for respeitado o consumo diário de 2 colheres (sopa)/dia, terá efeito antioxidante. Caso você decida ultrapassar esta dosagem diária, será recomendável colocar a semente hidratada numa peneira e realizar uma rápida lavagem para extrair parte deste ácido fítico.
É valioso consumir estas mucilagens pois é ideal para tratar/prevenir problemas de digestão, úlceras e constipação.
E, não misture a linhaça crua e germinada com alimentos cozidos ou leite animal (*).

A linhaça também é indicada para quem deseja emagrecer? Por quê?
Sim, pois ela possui um forte efeito laxante e desintoxicante, que ajuda o organismo a se aliviar de seus venenos, toxinas e excessos como é o caso da gordura (em excesso é claro).


Além disso, sementes como a da linhaça, após seu consumo liberam uma ordem para o cérebro para produzir um hormônio chamado colecistocinina que provoca sensações de saciedade.

Todo este processo se viabiliza se a linhaça estiver crua, idealmente pré-germinada e bem triturada (no ato do seu consumo - JAMAIS compre farinha de linhaça) e; leva cerca de 30 minutos para acontecer. Ou seja, após a tomado suco desintoxicante ou leite de linhaça, aguarde 30 minutos para realizar qualquer outra refeição, pois é o tempo para ocorrer o fenômeno da liberação das toxinas e excretos.

E, não misture a linhaça crua e germinada com alimentos cozidos ou leite animal (*).

Qual a forma correta de consumir a linhaça?
No preparo de sucos desintoxicantes tomados em jejum e 30 minutos antes das refeições principais. Também no preparo do leite de linhaça e suas vitaminas, além dos docinhos de granola e sem açúcar.
O óleo oferece o mesmo benefício que a semente? Por quê?
Não. Quando separamos o óleo dos demais componentes da semente perdemos a sinergia da sua composição integral.
O óleo isolado, geralmente comercializado na forma de cápsulas, é um forte antiinflamatório, que só é indicado sob orientação médica, para casos quando a necessidade de ômega-3 é bem acima da quantidade máxima de consumo/dia desta semente.
O óleo isolado também é bastante indicado para tratamentos externos como de pele, articulações e couro cabeludo. No meu livro A importância da Linhaça na saúde ensino a preparar domesticamente este óleo, receitas culinárias e várias receitas para massagem corporal.

Quais receitas caseiras são simples de preparar com a linhaça?

A primeira delas é deixar as sementes inteiras de molho por toda a noite: 1 colher (sopa) de semente em 1/2 copo de água filtrada. Pela manhã bater (juntamente com a água do molho), no preparo dos sucos desintoxicantes, com frutas, folhas, raízes e limão.

(*) Atenção: Consuma a linhaça crua e germinada somente com alimentos crus. Se misturada com alimentos cozidos ou industrializados certamente desencadeará gases. Um bom exemplo são receitas divulgadas na net e revistas que misturam a linhaça com leite animal. Sabe o que vai acontecer? Você irá explodir de gases!
Saiba mais com a leitura na íntegra do meu livro A importância da linhaça na saúde.
O fato da linhaça ser um alimento natural não elimina a necessidade de seu consumo com consciência e responsabilidade.

Existe uma comercialização crescente de farinha de linhaça e até uma divulgação pela internet sobre os benefícios da FARINHA DA LINHAÇA. As pessoas me escrevem desorientadas pois, em geral, acessaram informações de que a linhaça deve ser consumida inteira, outras fontes afirmam que precisa ser previamente torrada, e outras que a melhor forma de consumi-la é triturada. E ainda: que a melhor linhaça é a dourada, porque os comerciantes, no desejo de ganhar mais dinheiro, desqualificam, sem conhecimentos, a econômica (por ser barata e nacional) linhaça marrom.

Qual informação seguir?

A linhaça é a semente do linho, uma planta cuja função original é a produção têxtil. Como todas as sementes, ela contém substâncias de proteção contra ataque de fungos, carunchos e bactérias, de tal forma a preservar o seu destino: germinar e virar uma planta, ou seja, perpetuar a espécie. Estas substâncias são tóxicas (para os bichinhos e para nós humanos) e são chamadas de antinutricionais ou alérgenos. Principalmente, se o seu consumo for exagerado.
Primeira resposta: o consumo diário seguro da semente de linhaça é de 1-2 colheres de sopa (adultos) e 1 colher de sobremesa (crianças até 12 anos). Lembrando que todas as sementes oleaginosas (girassol, gergelim, castanha-do-Pará, castanha de caju, semente de abóbora etc.) têm aproximadamente esta mesma medida de consumo seguro.

Mas, as sementes são alimentos riquíssimos em nutrientes essenciais como sais minerais, vitaminas, enzimas, proteínas vegetais, gorduras nutricionais e fibras. Elas são consideradas alimentos biogênicos, ou seja, que geram vida, pois contêm, naquele seu pequeno espaço, todas as informações genéticas e nutricionais para gerarem um novo ser, uma nova planta. Elas são tão fortes que não precisamos, como exposto acima, ingerir muito: não é uma questão de quantidade, mas qualitativa.

Segunda resposta: para evitar os antinutricionais ou alérgenos das sementes, basta deixá-las que germinem. Porque durante a germinação, a semente entende que chegou a hora de se transformar: semente -> germinado -> planta. Neste momento (da germinação), todas aquelas substâncias que cumpriam a função de defesa e preservação da integridade da semente se transformam em agentes de propulsão e crescimento. O germinado costuma conter doses elevadas de enzimas, vitaminas e substâncias vitalizantes, ativadoras de vida. Por este motivo, sempre que se for consumir sementes, elas devem estar cruas e previamente germinadas: 8 horas de molho em água filtrada (umidade) durante a noite (escurinho), que é uma simulação do solo. Desta forma, o aproveitamento de todo o material biológico e energético deste tipo de alimento será maximizado.

Mas, se qualquer semente ou alimento for cozido no fogo acima de 42 graus Celsius por 5 minutos ou mais, todas as enzimas, vitaminas termodegradáveis e as informações genéticas de propulsão da vida serão destruídas. Restam somente alguns nutrientes, mas a qualidade biogênica foi degradada irreversivelmente. Experimente germinar uma semente após seu cozimento, fritura ou torra.

Os que desejam lhe vender a linhaça dourada por 5-10 vezes mais que a linhaça marrom informam: a linhaça marrom tem glúten, tem cádmio, tem metais pesados. Pura irresponsabilidade!!!

A semente de Linhaça, qualquer que seja a variedade:

1) Não contém glúten e 2) De todas as amostras de linhaça marrom até agora por mim testadas nenhuma apresentou metais pesados em dosagem que afetem o consumo humano.

Terceira resposta: quando o consumo for com propósito terapêutico e curativo as sementes devem ser consumidas cruas e pré-germinadas (hidratadas ou 'acordadas'). Como diz a professora Selene do Rio de Janeiro "dormidas" na água.

Toda semente é rica em proteínas e gorduras nutricionais. Aliás, sê-mente, nos lembra que esta composição é muito semelhante a das células cerebrais: as lipo-proteínas. E, esta fração gordurosa das sê-mentes, em geral, é poliinsaturada, como a famosa família dos ômega-3. Ácido graxo poliinsaturado significa, entre outras questões do mundo da química, que é FACILMENTE OXIDADO (estragado, rançado, envelhecido, intragável, causador de quadros alérgicos, enxaquecas, vômitos, além dos famosos problemas de "tubulação": os cardiovasculares).

E, a linhaça é campeã no teor de ômega-3. É o alimento do reino vegetal mais concentrado neste nutracêutico. E, quem impede que todo este teor elevado de polinsaturados da linhaça (e demais sementes) seja oxidado é sua casca. Ou seja: Triturou? Oxidou! Simples assim.

Quarta resposta: triturou a linhaça? Tem que ingeri-la o mais rápido possível. Porque se não consumir imediatamente, a farinha obtida irá se oxidar rapidamente e não servirá para consumo humano. Deverá ser jogada fora. Assim, o correto é comprar a linhaça crua, fresca e inteira. E, ir germinando e triturando no dia-a-dia, conforme o tamanho do consumo da pessoa ou família.

O que acontece? Na produção do óleo de linhaça, que tem elevado valor terapêutico e comercial, sobra uma borra de fibra e proteína com baixo teor de gordura. Tal subproduto é seco e comercializado como farinha de linhaça. Ou seja, além de estar oxidada, tem contaminantes do processo industrial e é um alimento esvaziado da sua integralidade, do ômega-3, da sua alquimia de ser biogênico, nutracêutico, terapêutico e curativo.

Quinta resposta: NÃO existe diferença nutricional significativa entre linhaça marrom e dourada. Em termos de ômega-3 a marrom leva vantagem. O mais importante é que seja fresca, bem conservada e que haja um consumo diário, jamais esporádico.
Sexta resposta: se o seu médico recomendou tomar cápsulas de óleo de linhaça como suplemento de ômega-3, significa que quadros inflamatórios estão frequentes, certo? Mas as cápsulas são "suplementos". Quem é completa e possui a alquimia natural de um alimento biogênico é a semente na íntegra. Ou seja, além das cápsulas, siga com a recomendação diária da semente "dormida" em água, como indicado nas respostas acima.

Saiba mais com a leitura na íntegra do meu livro A importância da linhaça na saúde.
O fato da linhaça ser um alimento natural não elimina a necessidade de seu consumo com consciência e responsabilidade.

Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas
voltados para o bem-estar e qualidade de vida.

Visite seu Site no STUM
Email: mctrucom@docelimao.com.br




-*******************
Os sucos devem ser ingeridos em jejum, logo ao despertar pela manhã, que é o momento ideal para realizar tratamentos de desintoxicação, purificação e digestão.

É preciso consumi-los imediatamente após seu preparo e, por suas funções de alcalinizar e vitalizar o organismo; não devem conter açúcar ou adoçantes artificiais. Evitar também colocar água filtrada ou muito líquido. A idéia é que estejam concentrados na água estruturada dos próprios ingredientes crus e vivos.

Para as pessoas que ainda sentem muita necessidade de adoçar seus alimentos, a sugestão é usar frutas mais doces (de época) ou frutas secas (uva, ameixa, tâmara, banana, etc.) na composição dos sucos.
O destaque da linhaça é a vitamina E. Segundo a nutricionista Francine Schmidt, do site Dieta Light, o nutriente evita o envelhecimento precoce, além de ser fonte de ômega-3, que reduz o apetite e o colesterol ruim. A linhaça também regula o intestino. Mas a especialista adverte que o correto é ingerir até duas colheres (sopa) de linhaça por dia. "O exagero pode gerar um resultado inverso (prender o intestino) e ainda prejudicar a absorção dos outros nutrientes", alerta. Veja abaixo as receitas dos sucos, além de receitas sugeridas pelo nutricionista.

SUCO DE CENOURA
Ingredientes
2 cenouras
3 folhas de couve-manteiga
5 talos de salsinha
1/2 maçã
2 colheres (sopa) de farelo de trigo
2 copos de água

Modo de fazer
Bata tudo, não coe e junte 2 colheres (sopa) da linhaça hidratada. 222 calorias por copo

Dica da nutricionista: O farelo de trigo ajuda o intestino, aumenta a saciedade e combate o mau colesterol.

SUCO DE CLOROFILA
Ingredientes
3 limões descascados
3 folhas de couve-manteiga
2 copos de água

Modo de fazer
Bata tudo e coe. 69 calorias por copo

Dica da nutricionista: Diminui o risco de anemia, pois a couve contém ferro e o limão possui vitamina C.

ABACAXI COM COUVE
Ingredientes
1/2 abacaxi
3 folhas de couve
2 copos de água
3 talos de salsinha

Modo de fazer
Bata tudo, não coe e acrescente 2 colheres (sopa) da linhaça hidratada. 212 calorias por copo

Dica da nutricionista: O abacaxi é digestivo e auxilia a queima de gordura.

SUCO COM IOGURTE
Ingredientes
1 copo de iogurte natural
2 colheres (sopa) de aveia
2 colheres (sopa) de farelo de trigo
1/2 mamão com sementes
5 ameixas pretas

Modo de fazer
Bata tudo, não coe e acrescente 2 colheres (sopa) da linhaça hidratada. 535 calorias por copo

Dica da nutricionista: É indicado consumir o iogurte apenas com a aveia e a ameixa ou com a linhaça e o mamão.

SUCO DE MAÇA COM PEPINO E LINHAÇA
Ingredientes
2 maçãs médias
1 pepino inteiro com casca
1 colher (sopa) de linhaça hidratada
Suco fresco de 1 limão

Modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva imediatamente. Esse suco auxilia o funcionamento dos rins e do intestino e melhora muito a aparência da pele. 270 calorias por copo

SUCO DE LARANJA COM MORANGO E LINHAÇA
Ingredientes
Suco de 3 laranjas
10 morangos
1 colher (sopa) de linhaça hidratada

Modo de fazer
Bata o suco de laranja com os morangos e a linhaça. É rico em vitamina C e tem ação rejuvenescedora, pois combate os radicais livres e auxilia o funcionamento intestinal. 180 calorias por copo

SUCO DE UVA COM HORTELÃ E LINHAÇA
Ingredientes
1 xícara (chá) de uva com pele e sem sementes
1 maço de hortelã (talos e folhas)
1 colher (sobremesa) de linhaça hidratada
1 copo de água mineral

Modo de fazer
Bata tudo no liquidificador e sirva imediatamente. Efeito rejuvenescedor e digestivo. 120 calorias por copo

SUCO DESINTOXICANTE COM LINHAÇA
Ingredientes
1 copo (200 ml) de água de coco
1 maçã
1 folha de couve
1 colher (sopa) de semente de linhaça

Modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva. Contribui para a desintoxicação do organismo. É rico em potássio, cálcio e fibras. 196 calorias por copo.

*--------------------**-*-------

Suco seca barriga
O suco feito com linhaça vai tubrinar a sua dieta

por Eliane Contreras

Ingredientes

• 1 ameixa-preta seca
• 2 fatias de abacaxi
• 3 folhas de hortelã
• 1 copo (200 ml) de água mineral
• 1 col. (sopa) de semente de linhaça

Modo de fazer

Deixe a ameixa hidratar por oito horas na água e dentro da geladeira. Junte aos outros ingredientes e bata no liquidificador. Beba sem coar.

Rendimento: 1 copo
Calorias por copo: 55

sábado, 5 de março de 2011

GESTÃO DO TEMPO !!




Um consultor, especialista em gestão do tempo, quis surpreender a Assistência numa conferência. Tirou debaixo da mesa um frasco grande de boca larga.

Colocou-o em cima da mesa, junto a uma bandeja com Pedras do tamanho de um punho, e perguntou:

-"Quantas pedras pensam que cabem neste frasco?"

Depois dos presentes fazerem suas conjecturas, começou a meter pedras até Que encheu o frasco. E aí perguntou:

-"Está cheio?"

Todos olharam para o frasco e assentiram que sim. Então ele tirou debaixo da mesa um saco com gravilha (pedrinhas pequenas, menores que a "brita").

Colocou parte da gravilha dentro do frasco e agitou-o.

As pedrinhas penetraram pelos espaços deixados pelas pedras grandes.

O consultor sorriu com ironia e repetiu:

-"Está cheio?"

Desta vez os ouvintes duvidaram:

-"Talvez não.", responderam.

- "Muito bem!", disse ele, e pousou na mesa um saco com areia que começou a despejar no frasco. A areia infiltrava-se nos pequenos buracos, deixados pelas pedras e pela gravilha.

-"Está cheio?", perguntou de novo.

-"Não!", exclamaram os presentes. Então o consultor pegou uma jarra com água e começou a derramar para dentro do frasco. O frasco absorvia a água sem transbordar.

-"Bom, o que acabamos de demonstrar?", perguntou.

Um ouvinte, mais afoito, arriscou:

-"Que não importa o quão cheia está a nossa agenda; se quisermos, sempre conseguimos fazer com que caibam mais compromissos."

-"Não!", concluiu o especialista, "o que esta lição nos ensina é que se não colocarem as pedras grandes primeiro, nunca poderão colocá-las depois...

E quais são as grandes pedras nas nossas vidas? A pessoa amada, nossos filhos, os amigos, os nossos sonhos e desejos, a nossa saúde.

Lembrem-se: ponham-nos sempre primeiro. O resto encontrará o seu lugar!"

Abóbora - Benefícios Para o Corpo


Saborear a abóbora não é tarefa difícil, visto que é super saborosa, mas isto não é tudo, pois este alimento está repleto de benefícios.
Começamos pelas fibras que estão em sua composição e auxiliam no equilíbrio das taxas de colesterol.
Possui niacina, substância originária das vitaminas do complexo B, que age evitando problemas na pele e no aparelho digestivo.

Só isso? A abóbora é rica principalmente de vitamina A, complexo B (B1, B2) e vitamina C.

Ela também é rica em minerais, como fósforo,cálcio , potássio , silício, magnésio, ferro, cloro.

Cada 100 gramas de abóbora contém cerca de 40 kcal.

Não deixe de acrescentar esta maravilha em
sua mesa na hora das refeições!
Uma receita de purê de abóbora deliciosa que minha esposa faz.

Purê de abóbora

Ingredientes
1/2 kg abóbora
1/2 cebola média picada
1 colher rasa de sopa de margarina
1/2 xícara de chá de cheiro verde picado
1 xícara de leite
2 tablete de caldo de bacon

Modo de Preparo
Ferver a abóbora com água sem sal, quando amolecer escorra e esprema à parte em uma panela com 2 colheres de sopa de azeite
Doure bem a cebola, quando estiver bem douradinha acrescente: a margarina o cheiro-verde, o leite e o caldo de bacon
Mexa bem e coloque a abóbora espremida

Então: Troque o leite pelo leite de coco, no lugar do tablete de caldo de bacon, coloque um pouco de açucar e uma pitada de canela.


A importância dos minerais:

  • Fósforo e Cálcio: Minerais que formam os ossos e dentes.
  • Potássio: Você sabe por que é importante é adicionar alimentos ricos em potássio em sua dieta? Primeiramente, seu coração simplesmente não irá bater sem potássio . Em segundo lugar, mesmo se conseguissem fazê-lo bater, seus músculos não se movem sem potássio. Em terceiro lugar, mesmo que você consiga sair do chão, você provavelmente não terá a força para formular uma frase. Ou seja, a carência de potássio atrapalha os processos celulares e você enfraquece consideravelmente.

Nozes - são extremamente ricos em potássio e também contém gorduras saudáveis ao coração.

cereais ricos em potássio, como o farelo de flocos, farelo de trigo ou de gérmen de trigo.

frutas rica em potássio, tais como damascos, figos e bananas.

Frutos secos também contém são ricos em potássio. Coma uma porção de maçãs secas, cereja, pêssego no intervalo do café da manhã / almoço.

Passas em seu cereal, ou mesmo para a sua salada.

Batata assada

Um pouco de massa com molho de tomate também são ricos em potássio.

Tem alguma sardinha…não? Tudo bem, mas considere esta opção também.

  • silício: O silício é um nutriente que estimula a produção das fibras de colágeno, que é responsável, entre outras coisas, pela boa formação dos fios de cabelos e unhas.

alimentos são ricos em silício:

Entre os alimentos facilmente encontrados que são fonte de silício podemos citar:

  • salsa (cheiro-verde)
  • aveia
  • cevada
  • alcachofra
  • alho-poró
  • cebola
  • aspargo
  • mel
  • pepino
  • nabo

Dentre as plantas medicinais ricas em silício, podemos citar a cavalinha.


  • Magnésio: O Magnésio nos Alimentos

O Magnésio é um elemento de origem mineral que existe em boa quantidade nas sementes, nos frutos secos e nas leguminosas. A melhor fonte de magnésio que se conhece é o farelo de trigo, um produto que contém cerca de 21 vezes mais magnésio que a carne ou o leite, embora a existência de fitatos interfira com a sua absorção pelo organismo. Cerca de 40%, com 10% de diferencial inferior e superior do que se ingere é absorvido, e favorece esta absorção as proteínas dos alimentos, a vitamina D e a lactose do leite. Em contrapartida, o excesso de cálcio ou de fósforo prejudicam fortemente a absorção de magnésio, bem como os fitatos dos cereais e o ácido oxálico de algumas verduras. Apesar deste facto, estes alimentos continuam a ser uma boa fonte de magnésio.


O Magnésio e a Saúde


O papel do magnésio na saúde é variado. Participa nas formação de dentes e ossos, ajuda na transmissão de impulsos nervosos, intervém no relaxamento muscular e na produção de energia celular. Em caso de carência, verificamos sintomas de espasmos musculares, podendo mesmo alcançar um estado agravado de contracção generalizada – tetania.


Aconselha-se um aumento de magnésio em casos de diarreias, mau funcionamento dos rins ou alcoolismo, visto poder existir perdas relevantes relacionadas com a urina ou fezes.

Ferro: um auxílio no combate à anemia.

Baixo desempenho no trabalho e na prática de exercícios físicos, dificuldade de concentração, irritabilidade, fraqueza, cansaço, tontura, falta de ar, perda de apetite, palidez na parte interna dos olhos e lábios são alguns dos sintomas desenvolvidos pela anemia, doença que atinge milhões de brasileiros em todas as classes sociais.


Ela é caracterizada pela deficiência no tamanho ou no número de células sangüíneas (glóbulos vermelhos) ou ainda, na quantidade de hemoglobina (pigmento) que elas contêm, trazendo como conseqüência a limitação das trocas de oxigênio e gás carbônico entre o sangue e as outras células do nosso corpo.

De maneira geral, a anemia pode ser desencadeada por vários fatores:
Baixa ingestão de alimentos ricos em nutrientes necessários para a produção dos glóbulos vermelhos e da hemoglobina, como ferro, vitamina B12 e ácido fólico;


Perda excessiva de sangue por hemorragia, menstruação intensa ou verminoses;


Anormalidades genéticas;


Aumento das necessidades de nutrientes em determinadas fases, como infância e adolescência (em função do crescimento e desenvolvimento corporal), gestação e amamentação.


Dentre os fatores citados, os tipos mais comuns de anemia são as desencadeadas pela deficiência de nutrientes; sendo que dessas, cerca de 90% ocorrem devido à baixa ingestão de alimentos ricos em ferro.

A melhor arma para a prevenção da anemia ferropriva é, sem dúvida, a alimentação bem variada, rica em alimentos que naturalmente possuem ferro ou enriquecidos e fortificados com o mineral.




Deve-se ressaltar que as melhores fontes naturais de ferro são os alimentos de origem animal - fígado e carnes de qualquer animal - pelo fato de possuírem um tipo de ferro melhor aproveitado pelo nosso organismo. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, leite e ovos não são boas fontes de ferro, embora já exista no mercado leite enriquecido com ferro, que uma boa opção.

Cloro: O Cloro é um dos sais minerais que é sobretudo conhecido, juntamente com o Sódio ePotássio, pelo seu papel na distribuição da água no nosso organismo. Favorece ainda a produção de ácido clorídrico no estômago. O cloro é um elemento gasoso, verde e amarelo, que faz parte da família dos halogéneos.

O cloro existe na natureza sob a forma de sal associado a um metal. É o caso do Sódio que se junta com o cloro para formar o "cloreto de Sódio ou" sal de cozinha “. É também o caso do potássio, com o qual forma o "cloreto de potássio. Os derivados mais populares do cloro são o ácido clorídrico e lixívia.

> PRESENÇA

O cloro é um dos principais constituintes dos fluidos extracelulares. O nosso corpo contém em média 75 g. A sua maior concentração é encontrada no líquido cefalorraquidiano e sucos gástricos.

> SINERGIAS

O cloro actua frequentemente com o sódio e potássio com a qual está intimamente relacionado.

> FUNÇÕES BIOLÓGICAS

O cloro é mais conhecido pelo seu papel, juntamente com os outros dois sais minerais: Sódioe Potássio, na distribuição de água no nosso corpo, mas também por muitas outras funções biológicas:

- Regulamento da pressão osmótica.

- Participa na neutralidade eléctrica do organismo.

- É um componente essencial do líquido cefalorraquidiano.

- Em conjunto com o hidrogénio, intervém na secreção de ácido clorídrico no estômago.

- Ajuda a manter o equilíbrio ácido-basico

- Favorece o transporte de CO2 no sangue.

> EFEITOS BENÉFICOS:

Promove:

- O bom funcionamento do fígado.

- A manutenção do osso.

- A produção de sucos gástricos.

- Elimina as toxinas

> NECESSIDADES

A nossa exigência diária de cloro é estimada em 2 g para um adulto.

> DOSES DIARIAS RECOMENDADAS

- Bebés: 1 grama

- Crianças: 1,5 g

- Adolescentes: 1,5 g

- Adultos: 2 g

- Mulheres grávidas: 2,5 g

- Mulheres em Amamentação: 2,5g

> ELIMINAÇÃO

O cloro em excesso é eliminado pela urina

> ALIMENTAÇÃO

Praticamente todos os alimentos contem cloro, no entanto a maior parte do cloro que nós comemos é feito pelo sal, que abrange em grande parte as nossas necessidades.

Os nossos alimentos fornecem-nos uma média diária de 4 a 5 g de cloro, quantidade que vai bem além das nossas necessidades. Os alimentos mais ricos em cloro são muitas vezes também elevado teor de Sódio.

> FONTES ALIMENTARES

São os alimentos de origem animal e, especialmente, os queijos que nos fornecem o cloro de que precisamos. Alguns alimentos de origem vegetal contêm cloro, mas em quantidades menores. A água da torneira contém também quantidades significativas de cloro.

Principais fontes de cloro de Origem Animal:

Queijo (Parmesão, Cantal, Gruyere, Holanda, Munster, queijo azul), camarão, sardinha, ostras, mexilhão, pescada, cavala, solha, rins de porco e de vitela, cérebros de vitela, fígado de porco.

Principais fontes de cloro de origem vegetal:

Pão de centeio, pão integral, pão branco, azeitonas, tâmaras, salsa, banana, coco.

> DEFICIÊNCIAS (HIPOCLOREMIA)

A deficiência de cloro, que é muitas vezes acompanhada por uma deficiência de Sódio, é raramente originada pela falta de ingestão da dose diária recomendada. É na maioria das vezes o resultado de disfunções, tais como:

- Diarreia.

- Vómito prolongado (perda de ácido clorídrico no conteúdo estomacal)

- Transpiração excessiva.

Os sintomas dessa deficiência podem-se manifestar sob a forma de:

- Fadiga.

- cãibras musculares.

- Inquietação.

- tetania.

- arritmia cardíaca.

- Epilepsia.

- Coma.

- Perda de cabelo.

- Perda de dentes.

> EXCESSO (HIPERCLORÉMICA)

Há pouco risco de overdose, pois o cloro em excesso é eliminado pela urina, no entanto, alguns problemas podem produzir um excesso de cloro no organismo;

O sintoma destes excessos manifestam-se sob a forma de:

- respiração rápida e profunda.

- Fraqueza muscular.

- consciência alterada.

- Destruição da vitamina E

- Destruição da flora intestinal.

- Vómitos