terça-feira, 14 de junho de 2011

A guerra dos piolhos




Antonio Marinho, Leonardo Valente e Márcia Cezimbra


Mês de férias é tempo de livrar as crianças de um problema típico do período de aulas: os piolhos. A praga, que se não tratada a tempo acaba tomando conta de toda a família, está tão disseminada na cidade que já entrou para a cartilha de saúde distribuída pela Prefeitura em diversas escolas da rede municipal. Uma das novidades lançadas no mercado para acabar com o problema é a pílula Revectina, que mata piolhos e lêndeas, mas só deve ser tomada com orientação médica.
- O problema dos piolhos é muito comum entre os alunos da rede e por isso resolvemos ensinar a combatê-lo já no próximo semestre. Quanto mais informação , menos chances de contágio - conta Carlos Silva, gerente do projeto.

Preconceito dificulta tratamento

Mas para quem pensa que piolho é exclusividade de escolas públicas e de crianças de periferia, a nutricionista Márcia Gomes de Almeida é um exemplo do contrário. Sua filha, Carolina, de 5 anos, estuda numa escola de classe média alta de Niterói e já pegou a praga três vezes nos últimos dois anos.

- Na última vez, ela passou piolho para toda a família. Fui ao dermatologista, que disse que o problema estava nos cuidados de higiene do colégio e sugeriu que eu comunicasse o fato à escola a fim de que medidas urgentes fossem tomadas. Entre elas, uma campanha para que todos os coleguinhas de turma usassem um xampu inseticida - conta ela.

Segundo Jussara Azambuja, presidente do Departamento de Saúde Escolar da Sociedade Brasileira de Pediatria, o preconceito é um inimigo pior do que o piolho: muitos pais têm vergonha de admitir que seus filhos têm piolhos porque acham que a praga é exclusiva de pessoas pobres.

- Esse é um erro terrível, a pediculose é um problema de higiene coletiva que está em várias classes sociais. Por isso, tanto as escolas públicas quanto os colégios particulares de classe alta estão sujeitos ao problema.

Apesar de atacar sem escolher classe social, os piolhos são inimigos facilmente combatidos: há diversos medicamentos no mercado. A Revectina, por exemplo, deve ser tomada em dose única e promete não só acabar com os piolhos mas destruir as lêndeas (ovos), que não são exterminadas com os demais medicamentos.

- O remédio é bem tolerado, não tem contra-indicações e mata os piolhos em até 80% das crianças. Ao contrário de outras drogas, ela fica dez dias na corrente sanguínea. Quando as lêndeas viram piolhos, elas sugam o sangue e morrem - garante o dermatologista Absalom Figueira, da UFRJ.

Há, porém, médicos cautelosos, que não recomendam a pílula e preferem tratamentos menos tóxicos, como os pediatras Sérgio Cabral e Jussara Azambuja. Os dois ressaltam que, qualquer que seja o tratamento, é fundamental ter orientação médica para saber a dosagem certa em cada caso:

- Para acabar com os piolhos, não basta aplicar o xampu. Diversos procedimentos de higiene precisam ser tomados. Do contrário, a reinfestação é certa. Esterilizar e deixar ao sol colchões e roupas de cama de toda a família, além de combater as lêndeas é muito importante. Campanhas nas escolas são necessárias para se evitar que uma criança contaminada faça com que outras que já se trataram peguem a doença novamente.

Evitar reinfestação exige ação coletiva

Segundo o médico Sérgio Cabral, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, o importante é matar as lêndeas:

- Do contrário, nenhum tratamento adianta. É preciso retirar as lêndeas do couro cabeludo com escovações e ressecá-las com vinagre, sob orientação médica.

Para a professora Rosa Martins, coordenadora do Jardim Escola Vilhena de Morais, no Leblon, as escolas devem alertar os pais sobre o primeiro caso de piolho constatado em qualquer turma:

- Quando há um caso de piolho aqui na escola, todos tomam providências. Toda escola tem um caso deve avisar os pais de cada turma. Todos precisam agir com firmeza e com transparência para que o problema possa ser resolvido - disse a professora.

Rosa comenta que os pais devem respeitar os filhos e seus colegas. Para isto, a primeira providência é ter o cuidado de comunicar à escola o problema.

- Muitas mães ficam com vergonha de dizer que o filho está com piolho. Mandam o filho para a escola sem avisar. Ter piolho não é vergonha.

Como eliminar os parasitas

Remédios: Uma das novidades é a pílula Revectina, única do gênero no mercado, que promete acabar com os piolhos e lêndeas. Mas há médicos ainda cautelosos, como o pediatra Sérgio Cabral, que ainda não recomenda o produto. Cada comprimido custa cerca de R$ 5. Deve ser tomada numa única dose e sempre sob orientação médica. Seu principio ativo, a ivemectina, permanece na corrente sanguínea por até dez dias, tempo suficiente para que as lêndeas gerem piolhos. Quando o piolho chupa o sangue com a ivemectina, seu sistema nervoso é paralisado e ele morre. A droga foi registrada no Ministério da Saúde em agosto de 1999. Segundo o médico Absalom Figueira, o produto, usado inicialmente no Brasil, foi adotado para o combate aos piolhos e às sarnas em diversos países.

Kit homeopático: A farmácia de manipulação Nova Era oferece um kit piolhicida composto por solução piolhicida, uma tintura de 150ml feita com arruda, tabaco, chenopodium (conhecida como erva-de-santa-maria) e cássia a R$ 9,90 para matar o parasita; xampu de chenopodium, a R$ 13,90. Segundo a farmacêutica Rafaela Luna, o cheiro do chenopodium afasta a praga. E, por fim, o rinse vegetal de camomila, calêndula, hamamélis e arnica, que revitaliza os cabelos ressecados pelo tratamento e deixa os fios deslizantes, o que facilita a remoção das lêndeas com o auxílio de pente fino. O kit completo sai por R$ 37,50.

Xampus e sabonetes: Segundo os médicos, os produtos existentes no mercado matam os piolhos adultos, mas não eliminam lêndeas. Kwell, Pruritrat, Piolex, Escabin, Pioletal e Tetmosol são marcas encontradas nas farmácias. Parte desses produtos tem como princípio ativo o gamahexaclorobenzeno, que pode ser tóxico em doses altas.

Reinfestação: Usar um xampu não é o suficiente para acabar com as lêndeas. Tomar um remédio pode até matar os piolhos, mas não evita a reinfestação. De acordo com os especialistas, não há como evitar um novo contágio, se houver contato com pessoas contaminadas. Mas é possível prevenir a reinfestação em casa, evitando que um irmão contamine o outro. Para isto, devem-se esterilizar, ao sol, colchões e roupas de cama. Exigir que a escola obrigue os pais a cuidar das cabeças dos coleguinhas é fundamental pois a proximidade com pessoas contaminadas e o uso de objetos como pentes e escovas são as principais formas de contágio. Os xampus e remédios evitam a reinfestação apenas enquanto estão atuando no couro cabeludo, ou seja, por cerca de uma semana. Não se deve usar este tipo de xampu depois de resolvido o problema. Tais produtos são tóxicos quando usados por longo tempo.

Como combater as lêndeas

Segundo o médico Sérgio Cabral, retirar as lêndeas é uma das etapas mais importantes no combate ao piolho. Para tirar as lêndeas, que são resistentes a muitos produtos, o correto é direcionar uma luz na raiz dos cabelos. As lêndeas podem ser cinzas e difíceis de ver (elas são ainda mais difíceis de serem vistas em cabelos loiros). Pode-se começar em algum ponto da cabeça e prosseguir camada por camada ou mesmo fio a fio.

É essencial o uso de pinça, tesoura de unha e pente fino (também pode-se comprar em drogarias uma escova especial para tirar lêndeas). O cabelo deve ser penteado da raiz para as pontas, verificando se há lêndeas na escova a cada passagem. Também é correto levantar os cabelos em pequenos tufos e escová-los da raiz para a ponta. Essas operações devem ser repetidas até ter passado a escova ou pente fino em todo o cabelo. Escovas, pentes e acessórios devem ser mergulhadas no xampu inseticida por duas horas ou em água fervente por dez minutos. Deve-se passar o xampu inseticida novamente uma semana depois.

Já para usar um xampu inseticida em crianças sem riscos para a saúde, os médicos recomendam que se sigam algumas instruções. O ideal é tirar a camisa da criança e dar para ela uma toalha para cobrir os olhos. Outra medida é inclinar a cabeça dela sobre a pia. Não é recomendado pôr a criança no chuveiro ou na banheira. O xampu deve ser usado apenas na cabeça e no pescoço. É bom usar luvas se houver algum ferimento aberto nas mãos.

Receitas caseiras podem causar intoxicações


Todo mundo conhece uma receita caseira infalível para acabar de vez com os piolhos das crianças. Opções, algumas até eficientes, não faltam. Mas, segundo os médicos, esse tipo de receita pode ser perigosa, provocar intoxicações, acidentes e até a morte. Segundo a pediatra Eliane Maluf, da Sociedade Brasileira de Pediatria, dos produtos utilizados nessas receitas, apenas o vinagre é recomendado para a remoção das lêndeas.

- As receitas caseiras não são recomendadas pois todas aquelas que parecem ter alguma eficácia implicam uso de produtos tóxicos (querosene e em alguns casos até inseticidas). Esses produtos podem causar sérios danos à saúde da criança. Somente para a retirada das lêndeas, que são os ovos dos piolhos, pode-se utilizar um pente fino molhado no vinagre. Essa medida serve para a remoção das lêndeas e não é o tratamento de combate propriamente dito. O vinagre seca a lêndea mas não mata o piolho adulto - explica a médica.

Existem receitas populares que utilizam os mais diversos produtos caseiros. Essas substâncias, de acordo com os especialistas, podem até matar a criança se forem usadas de forma inadequada.

- Todo o cuidado é pouco com essas receitas. Álcool e querosene, por exemplo, podem provocar acidentes graves, aumentando o risco de queimaduras - diz a médica Jussara Azambuja.

Jussara diz também que as receitas caseiras não são as únicas que oferecem perigo. O uso dos diversos medicamentos comprados em farmácias, sem orientação médica, podem provocar sérios problemas de saúde.

- Eles são verdadeiros venenos, com o mesmo principio ativo dos remédios para matar carrapatos em animais. Em dosagem errada, provocam intoxicações graves. Se ingeridos acidentalmente, podem provocar problemas neurológicos e até pneumonia química - alerta.

Outro alerta da médica é para a típica coceira na cabeça das crianças, que acontece quando os piolhos estão sugando o sangue. O ato pode provocar infecções graves e outras complicações.

- O contato de bactérias das mãos com as feridas pode, por exemplo, provocar febre e gânglios. Por isso, é preciso tratar o problema o mais rapidamente. Tratar a pediculose é uma questão de higiene e de saúde.

Receita caseira para piolhos





Receita caseira para combater estes bichinhos que infestam nossas cabeças, principalmente das crianças, e fazem um estrago, enchem de ovinhos ou as lêndeas que ficam grudados nos cabelos e difíceis de remove-los.

Por mais que lave bem, escove muito, ainda ficam os ovinhos que geram piolhinhos e logo se tornam adultos novamente. Um grande problema é nas escolas em que a criançada brincam e os piolhos acabam passando de uma para outra com a maior facilidade.

Vamos a uma receita que encontrei no Laboratório de Ciências Batista Pereira:

Receita:

um punhado de arruda;
15 folhas de boldo;
um punhado de losna;
um punhado de alecrim;
um litro de água fervente;
1 sabonete ou meia barra de sabão de côco ralado ou pode usar a base para sabonete líquido encontrada em casas de essências.
Pegue uma panela e adicione todos os ingredientes na água fervendo e amasse bem com um batedor. Dilua o sabonete ou sabão separado. Depois de coar o líquido, adicione o sabonete diluido e está pronto o shampu e é só lavar a cabeça a cada 3 dias até eliminar todos os piolhos.

15 comentários:

  1. Eu não utilizei nenhum remédio na minha filha, após uma extensa consulta em vários livros, sites e com o centro Oswaldo Cruz, achei a solução de maneira prática. Existe um pente fino da loly no mercado é difícil de encontrar mais se você pesquisar na internet voce acha, que ele é de ferro e juntos, elimina tanto o piolho como as lendias, todos os dias no banho, apos aplicar o condicionador eu desembaraçava o cabelo dela, e passava este pente fino e até hoje o faço, ela estuda em colégio particular aonde de fato existe uma infestação desta praga, fever o traviseiro e a roupa de cama também deve ser feito, pois quando você ferver verá os piolhos e lendias mortas no final do recepiente.

    Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  2. ja utilizei de tudo para combater os piolhos . mas minhas sobrinha a cada dia ;principalmente no calor tem mais piolhos ainda , ...
    ja fiz boldo com sabao de coco, vinagre, suco de limao, produtos especificos para o combate ao piolho, até o comprimido indicado pelo pediatra não surtiu efeito .E o pior é que ela ja se sente mal pois tem seis anos e desde sempre tem lutado contra isto... ninguem se aproxima ttalmente de uma criança que tem piolhos . Alem do tormento que é o piolho ainda tem a droga do preconceito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao é preconceito,mas se sei que uma pessoa tem piolho nao vou encostar minha cabeça na dela.nao sou burra.pra que vou pegar piolho se posso evitar? piolho nao pula,entao é só nao encostar a cabeleira da para converssar conviver e tudo,só nao da para encostar.depois que a pessoa se tratar nao vai correr o risco de pegar de mim de novo.

      Excluir
  3. O problema é que os pais não querem se dispor a fazer um controle permanente dessa praga, se seu filho frequenta um ambiente onde tem piolhos depois de usar os remédios que estão disponíveis para matar os piolhos é preciso passar o pente fino na cabeça da criança todos os dias para retirar os piolhos que nascem das lêndeas que sobraram, mas muitos pais são preguiçosos e nem lavam a cabeça da criança todo dia imagina passar o pente fino e ficar procurando piolho...

    ResponderExcluir
  4. Só uma ressalva, a revectina também não combate as lendeas,conforme informações na bula , e depois de ser usada por mais de duas vezes ,já não é eficaz nem contra piolhos adultos e nem contra as ninfas. Portanto não é um problema facil de resolver não!
    Estou com esse problema aqui em casa ha quase tres meses e já não sei mais o que fazer pois já é a segunda vez este ano que tomamos revectina, a benzoato de benzila temos hiper sensibilidade, permetrina e deltametrina é como água. Só pra constar aqui que muitas das informações que se tem nestes sites não condizem coma realidade e muitos se contradizem uns aos outros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosângela, acho que o tipo de coisa que terá que fazer uma manutenção todos os dias. Meu filho fica limpo no final de semana, mas quando chega a segunda, pronto, la vem a coceira.

      Excluir
  5. peguei piolho da minha filha to com 34 anos ninguem merece

    ResponderExcluir
  6. credo piooooooooooooooooooooooooooooolho

    ResponderExcluir
  7. minha filha tem 4 anos e ja tomou a Revectina uma vesz e deu certo. agora novamente ela esta com piolhos e u tambem, estou com medo de far Revctina novamente, entao lavo o cabelo dela todos os dia e limpo com, o pente fino e depois seco o o secador na temperatura maxima, o calor seca as ledias e queima os piolhos estou vendo resultado apessar de ainda nao ter combatido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os piolhos e lêndeas gostam de calor, tem certeza que isso deu certo?

      Excluir
  8. to com 35 anos,peguei piolho nem sei como e o pior que uso mega hair e nem tem como passar pente fino!
    to fazendo tudo o que posso,sera q terei q tomar comprimido pra combater os malditos?ja to usando shampoo ha 2 dias...

    ResponderExcluir
  9. minhas sobrinhas tiveram esta praga durante anos, só acabou quando tomaram uma dose única de Revectina. Nunca mais tiveram

    ResponderExcluir
  10. estava com o problema enorme na minha família, onde as minhas duas afilhadas uma de 7 e a outra de 2 anos estavam com piolhos, e ambas são alérgicas a esses remédios que se passam para tirar os piolhos, então adotamos a forma caseira do pente fino, só que compramos varios e varios e nenhum fez efeito, até que uma amiga nossa nos indicou o famoso DR.PENTINHO e eu super indico ele nos ajudou muito, passamos ele na cabeça das meninas com creme de pentear e tirou tudinho. se quiserem comprei pelo site www.drpentinho.com.br, é verdade funiciona. valeu gente beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, o meu filho usa este spray repelente de piolho natural e nunca pegou piolho, usa sempre antes de ir para a escola ou brincar com outras crianças, ele pode ser encontrado aqui http://ispirato.wixsite.com/perfumes/repelente

    ResponderExcluir