sábado, 21 de abril de 2012

limonada suíça.


Limonada Suíça com casca
Ingredientes:
3 Limões
1 Litro de água
Gelo
Açúcar ou adoçante

Preparo:
Lave os limões e corte em quatro partes mantendo a casca.

Para não amargar sua limonada, o segredo cortar a parte de cima e da de baixo, depois corte o limão de maneira que tire o fio branco que liga as duas extremidas do limão. Outro pulo do gato e bater no liquidificador mais ou menos uns 15 segundos.
Coe acrescente gelo e açúcar ou adoçante a gosto.

O poder do limão:
Ela tem poder adstringente, bactericida, fungicida, antibiótico. ele age como cicatrizante. E afinar o sangue significa, na verdade, desintoxicá-lo. O limão tem ação depurativa e é muito eficaz na desintoxicação do organismo. "Meio limão espremido em um copo de água morna, tomado pela manhã, em jejum, e 15 a 30 minutos antes das refeições, é um ótimo auxiliar em regimes de emagrecimento. Ao tonificar o fígado e desintoxicar o sangue, ele equilibra o metabolismo de queima da gordura corporal e o mecanismo de compulsão alimentar", revela a química.
Conceição Trucom, química e autora do livro O Poder de Cura do Limão (Ed. Alaúde).

O limão é o que apresenta o mais elevado índice de radioatividade natural e benéfica (85%), sendo seguido pela uva moscatel ácida e pelo ananás (74%).

Contém vitamina B1, B2 e B3, provitamina A (caroteno), que se encontra principalmente na casca e, vitamina A na polpa fresca e sumo.

- É riquíssimo em vitamina C (40 a 50mg/100gr de fruto), que joga um papel inestimável nos fenômenos óxido-redutores, beneficiando, concomitantemente, o desempenho das glândulas endócrinas. Por essa razão, é indispensável a sua ingestão diária.

- Possui vitamina PP, que age protegendo e tonificando o sistema vascular, e vitamina I que é um preventivo das pneumonias.

- Contém grandes quantidades de sais minerais e oligoelementos como o cálcio, ferro, silício, fósforo, cobre, magnésio e iodo.

- Encontram-se apreciáveis percentagens de ácidos cítricos e málico, além de pequenas quantidades de ácido acético, fórmico e de citratos de potássio e de sódio.

- É portador de glucose e frutose diretamente assimiláveis, bem como de sacarose.

- Contém gomas, mucilagem e algumas albuminas.


. Gastrites, Dispepsias e Aerofagias (também se podem mastigar finas lascas da casca do citrino)

. Úlceras de estômago e do duodeno, Esofagite de refluxo

. Insuficiência hepática e pancreática; Icterícia e congestão hepática (utilização e quantidades adaptados a cada caso)

. Desinteria, Diarréias, Febre tifóide e Hemorróidas

. Colites, Meteorismo e Parasitas intestinais (ralar a casca do limão e fervê-la em água, com ou sem açúcar)

. Fortalecedor da visão, Glaucoma e Hipertensão ocular

. Hemorragias, Hemofilia e Escorbuto

. Astenia, Anemias e Desmineralizações (aumenta a capacidade imunológica)

. Amamentação, Obesidade e Disfunções metabólicas (reequilibrante)

. Hipertensão arterial; hipotensão arterial (regulador da pressão)

. Afecções do sistema nervoso (fortalece e equilibra. As flores do limoeiro são também muito benéficas)

. Diabetes, Leucemia (preventivo), Cancro (preventivo), Enfarte (preventivo) e Tromboses; embolias (preventivo)

. Escleroses, Arteriosclerose, Doenças reumáticas e Artrites

. Descalcificações, Linfatismo e Ascites

. Retenções urinárias e Litíase urinária e biliar

. Prevenção de epidemias, Antitóxico; Antivenenos

Indicações de uso Interno

. Asma; Enfisema (paralelamente com a terapia do limão, deve erradicar-se os regimes hiperprotéicos)

. Infecções pulmonares, Tuberculose pulmonar e óssea, Bronquite crônica, Constipações e Gripes

. Afecções Cardiovasculares, Varizes e Flebites

. Fragilidade capilar; Dermatites várias, Prurido, Eczema e Despigmentação

. Hiperviscosidade sanguínea (fluidificante sanguíneo)

. Doenças infecciosas (coadjuvante no tratamento de mononucleoses, leucocitoses, blenorragias, sífilis, etc.)

. Paludismo e Piorréia alvéolo dental

. Febres (infusão de folhas de limoeiro e/ou cascas do fruto, podendo juntar-se o suco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário